Notícias

Uso do traje típico dá isenção de ingresso

Uso do traje típico dá isenção de ingresso

Valorizando e cultivando as tradições germânicas, a Oktoberfest de Igrejinha incentiva seus visitantes a vestirem roupas típicas. Quem usar o traje completo tem acesso gratuito ao Parque de Eventos Almiro Grings, independente do dia e horário em que for à festa.

 

“Nosso desejo é ver o Parque cheio e que a maioria das pessoas esteja com os trajes. Já temos um grande público que frequenta o evento usando as roupas típicas e o acesso gratuito é uma forma de incentivar ainda mais os visitantes. Um gesto para exaltar, também, as origens da nossa festa” comenta o presidente da 31ª Oktobefest de Igrejinha, Luis Carlos Schüler.

 

Para garantir o acesso livre, é necessário obedecer às normas da vestimenta típica:

 

Feminino: o traje típico feminino é composto por vestido, ou saia e blusa e/ou colete com detalhes de renda bordados. O calçado pode ser sapato, sapatilha ou sandália. O uso de tiara, chapéu e avental são opcionais. O vestido ou a saia típicos, seguindo o estilo germânico, devem ter o comprimento até a altura do joelho, com tolerância de um palmo acima dele.

 

A partir de 2018, também passa a ser permitida para o traje feminino a bermuda típica, ao estilo lederhosen, com tolerância de comprimento até a metade da coxa. O suspensório é opcional.

 

Masculino: o traje masculino é composto de bermuda, com suspensório da mesma cor, e camisa. Outra opção aceita é a bermuda estilo lederhosen até a altura do joelho ou um palmo acima, com suspensório opcional. É obrigatório o uso de meias e sapatos fechados. Meias preferencialmente até o joelho. Polainas (canos de meia em tricô) na altura da panturrilha. O colete é opcional, mas, se utilizado, deve ser de estilo germânico. O chapéu também é opcional.